'Um dos maiores, mais ricos e mais bonitos tesouros' é encontrado por caçador amador -

‘Um dos maiores, mais ricos e mais bonitos tesouros’ é encontrado por caçador amador

Tesouro de 1.500 anos é encontrado na Dinamarca. Fotos: Divulgação/Centro de Conservação Vejle
Tesouro de 1.500 anos é encontrado na Dinamarca. Fotos: Divulgação/Centro de Conservação Vejle
Tesouro de 1.500 anos é encontrado na Dinamarca. Fotos: Divulgação/Centro de Conservação Vejle

Um enorme tesouro de artefatos de ouro da Idade do Ferro foi descoberto por um caçador de tesouros amador na Dinamarca.

A enorme descoberta consiste em quase um quilo de ouro enterrado há 1.500 anos, de acordo com um comunicado de imprensa do museu de Vejlemuseerne, que exibirá o tesouro. Descrito pelo museu como “um dos maiores, mais ricos e mais bonitos tesouros de ouro da história dinamarquesa até agora”, o tesouro foi descoberto em Vindelev, perto da cidade dinamarquesa central de Jelling, por um caçador de tesouros chamado Ole Ginnerup Schytz.

Mads Ravn, chefe de pesquisa em Vejlemuseerne, disse que quase caiu da cadeira quando Schytz lhe enviou a foto de um objeto, perguntando se era algo significativo.

Veja também:

Schytz havia adquirido recentemente seu detector de metais e obtido permissão para usá-lo nas terras de seu amigo. Poucas horas depois de começar, ele descobriu o tesouro. “Eu disse a ele que ele poderia muito bem vender o detector agora, porque ele já atingiu o ápice”, disse Ravn.

Arqueólogos de Vejlemuseerne escavaram o local junto com uma equipe do Museu Nacional, descobrindo um tesouro que inclui “enormes medalhões do tamanho de discos voadores”, de acordo com o Vejlemuseerne.

Os artefatos foram enterrados por um chefe da Idade do Ferro, revelando que Vindelev era um centro de poder na época, acrescentou o museu. Quem quer que tenha enterrado o tesouro seria imensamente rico e poderoso, disse Ravn, acrescentando que o tesouro contém medalhões mais grossos do que o normal. “Nunca vi nada assim”, disse ele.

No século VI, o chefe atraiu artesãos qualificados para a área e, mais tarde, enterrou seu grande tesouro de ouro. Não está claro exatamente por que ele o enterrou, mas Ravn acredita que foi enterrado como uma oferenda aos deuses.

Veja também:

Alguns especialistas sugeriram que o ouro foi enterrado para salvá-lo durante um tempo de guerra, mas Ravn disse que a combinação de objetos sugere que era mais provável que fosse uma oferenda. O tesouro contém medalhões decorados do tamanho de um pires, chamados bracteates, bem como moedas romanas que foram transformadas em joias.

Uma das bracteates é decorada com uma cabeça masculina e várias runas, bem como um cavalo e um pássaro. Uma inscrição rúnica no cavalo diz “o alto”, de acordo com uma pesquisa preliminar, que pode se referir ao chefe ou ao deus Odin. Na época, a mitologia nórdica estava se desenvolvendo e estaria em competição com religiões mais antigas, disse Ravn, cerca de 300 anos antes que as antigas sagas fossem escritas.

Fonte: CNN Style

Fique por dentro das novidades na nossa página no Facebook Desejo Luxo ou no nosso site www.desejoluxo.com.br

Join the Discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arrow