Saiba como é dar a volta ao mundo de trem e veja preço da viagem

Saiba como é dar a volta ao mundo de trem e veja preço da viagem

Nova edição da Volta ao Mundo de Trem vai cruzar 3 continentes, 4 países e 14 cidades em 2020

Você já imaginou dar a volta ao mundo a bordo de trem? Esta experiência inesquecível é possível em uma viagem de 24 dias, cruzando três continentes e percorrendo aproximadamente 16 mil quilômetros sobre trilhos por 14 cidades do Canadá, China, Mongólia e Rússia. O roteiro da volta ao mundo de trem inclui entre seus destaques as Montanhas Rochosas, no Canadá, a Grande Muralha da China, uma das Sete Maravilhas do Mundo, o Baikal, o maior lago de água doce do mundo, localizado na Sibéria e o Kremlin, em Moscou.

Viajar neste trem japonês custa mais de R$ 40 mil
Motor de ouro? 5 coisas que você nunca imaginou ter num carro
Roteiro por 10 cidades famosas da Itália custa apenas R$ 500
Existe um ônibus de luxo e ele tem até cabine com cama

O roteiro

Organizada pelo Grupo TT Travel, tem saída única marcada para o dia 15 de agosto de 2020 e retorno em 6 de setembro de 2020.  O roteiro começará na cosmopolita Toronto, com um jantar no restaurante 360 da CN Tower, onde será possível apreciar uma bela vista panorâmica da maior cidade canadense, enquanto saboreia pratos da gastronomia local acompanhados de uma taça de vinho.

Nos dias seguintes, após embarcar no Trem Canadense, o percurso atravessará as Montanhas Rochosas, com parada no Glacier Skywalk, uma plataforma com chão transparente que dá a impressão de contato direto com as montanhas esbranquiçadas pela neve. Ao sul do país, nos campos de gelo de Columbia, está planejado um passeio de snowcoach ao longo do Glaciar Athabasca.

Após um trecho de avião de Vancouver a Pequim, o viajante chegará à Grande Muralha da China, uma das Sete Maravilhas do Mundo. E, então, embarcará no segundo trem, que atravessará dois continentes, de Erlian, na Mongólia, a Moscou, na Rússia. Na capital do primeiro país, Ulan Bator, haverá uma visita ao Parque Nacional Gorkhi Terelj, onde será possível conhecer uma família nômade típica da região, a fim de aprender sobre a cultura e os costumes locais.

Ao chegar na Rússia, o Lago Baikal, o maior de água doce do mundo, localizado na Sibéria, será o primeiro ponto de parada, seguido pela cidade de Kazan, onde os passageiros presenciarão o show folclórico “Tugan Avalim”, da cultura tártara. A volta ao mundo termina em Moscou, com visita ao Kremlin, sede do governo russo, que guarda em seu interior museus, belos jardins e preservadas catedrais.

Hotéis 4 ou 5 estrelas e guias em português

Todas as hospedagens ocorrem em hotéis com quatro ou cinco estrelas e permitem uma imersão mais profunda nas culturas locais, com alta gastronomia e o conforto necessário para recuperar as energias durante a jornada.

Para enriquecer ainda mais essa experiência, profissionais com um vasto repertório e que falam português ou espanhol estarão todo o tempo à disposição do grupo. A guia acompanhante é brasileira.

Quanto custa dar a volta ao mundo de trem

A viagem custa a partir de € 16.530 por pessoa em acomodação dupla, incluindo 14 noites a bordo dos trens, oito noites em hotéis, 59 refeições, jantar de boas-vindas no restaurante 360 da CN Tower, trecho aéreo em classe econômica Air Canada de Vancouver a Pequim e city tour, além de passeios e visitas contemplados na programação. Na cotação atual, o valor equivale a cerca de 76 mil reais. 

Mais informações: www.voltaaomundodetrem.com.br

10 piscinas de hotéis pelo mundo que são de cair o queixo
Conheça 6 hotéis de luxo baratos na Europa; veja preços
Como hotéis 5 estrelas justificam preços exorbitantes de coisas comuns
Saiba quanto custa passar o Natal e o Réveillon no Terraço Itália, em SP
6 hotéis incríveis que desafiam até limites da gravidade



arrow