Restaurante vegano ONA é o primeiro na França a ganhar uma estrela Michelin -

Restaurante vegano ONA é o primeiro na França a ganhar uma estrela Michelin

Imagens: Divulgação/ONA

O Guia Michelin concedeu pela primeira vez uma de suas cobiçadas estrelas a um restaurante vegano francês. ONA, que significa Origine Non Animale ou Sem Origem Animal, recebeu o prêmio na mais nova edição do famoso guia de culinária.

O restaurante ONA fica em uma pequena vila no sudoeste da França, perto de Bordeaux, e é o primeiro estabelecimento sem ingredientes animais a aparecer no Guia Michelin da França desde sua criação, em 1900.

A Michelin disse que “um dos principais pontos da seleção de 2021 é a disseminação contínua de diversos estilos de cozinha pela França”. “Na ONA, a culinária vegana ocupa o centro das atenções pela primeira vez em um restaurante para ganhar uma estrela na França”, disse.

Restaurante ONA

Aberto pela chef autodidata e ex-arqueóloga Claire Vallee, o ONA oferece um menu noturno de sete pratos por 59 euros (pouco mais de R$ 380). Suas especialidades incluem um ravióli de abobrinha amarela com nhoque de trufas pretas e um ballotine de acelga com ricota de vegetais.

Veja também:

Vallee disse que ficou emocionada quando o diretor internacional do guia Michelin ligou para ela para dizer que a ONA havia recebido o prêmio. “Cozinhar com minha equipe é como atuar em um teatro. Você nunca sabe como está sendo recebido até o final”, disse ela.

Restaurante ONA

Vallee abriu o restaurante em 2016 depois de organizar as finanças por crowdfunding e garantir um empréstimo de banco. Quando o dinheiro acabou para concluir as obras no estabelecimento, Vallee disse que reuniu 80 voluntários nas redes sociais para ajudar a terminar o trabalho ao longo de dois meses.

“Isso é uma coisa boa para a comunidade vegana, pois esta estrela é uma evidência de que a gastronomia francesa está se tornando mais inclusiva.”, disse Vallee.

Veja também:

“A equipe com que trabalho está muito orgulhosa. A estrela Michelin e a estrela verde servem de reconhecimento. É também para eles e para os produtores locais e para os horticultores com quem trabalhamos”, acrescentou.

Os estabelecimentos exclusivamente veganos têm se tornado cada vez mais procurados nos últimos anos, junto com a popularidade crescente das dietas vegetais. O Guia Michelin, por sua vez, está trabalhando para se manter relevante em meio a um período difícil para a indústria de turismo e hospedagem e à medida que um número cada vez maior de chefs evita seu famoso prêmio.

Fique por dentro das novidades na nossa página no Facebook Desejo Luxo ou no nosso site  www.desejoluxo.com.br 

Join the Discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arrow