Norte-coreanos são forçados a entregar cachorros de estimação a restaurantes -

Norte-coreanos são forçados a entregar cachorros de estimação a restaurantes

Os norte-coreanos foram forçados a dar seus cães de estimação para serem vendidos como carne, com o suprimento de alimentos de seu país escasseando, segundo relatórios.

Kim Jong Un/Reprodução: AP 

Kim Jong-Un, o líder do país, proibiu a posse de animais de estimação em julho, classificando a prática como um símbolo de “decadência” e “uma tendência ‘contaminada’ pela ideologia burguesa”, relatou o jornal sul-coreano The ChosunIlbo.

Veja também:

Os animais de estimação, vistos como artigo de luxo no país, estão sendo vendidos para zoológicos ou restaurantes como carne. No entanto, a crise do Covid-19 agravou a já terrível situação econômica da Coreia do Norte.

“As autoridades identificaram famílias com cães de estimação e estão forçando-os a desistir deles ou confiscando-os à força”, disse uma fonte anônima.

Veja também:

Animais de estimação foram proibidos por muito tempo na Coreia do Norte porque a liderança do país os considerava decadentes. Contudo, as elites norte-coreanas começaram a manter cachorros como um símbolo de seu status favorecido.

“As pessoas comuns criam porcos e gado em suas varandas, mas pessoas de alto escalão e os ricos possuem cães de estimação, o que alimenta certo ressentimento”, acrescentou a fonte.

Veja também:

No entanto, a Coreia do Norte recusou recentemente ofertas de ajuda internacional, apesar de milhares de pessoas terem sido deslocadas de suas casas pelas graves inundações recentes, citando temores de que os trabalhadores humanitários possam trazer o coronavírus.

Além disso, o país já foi duramente atingido pelas sanções econômicas da ONU por causa de seu programa de armas nucleares, e seu comércio com a China também foi severamente afetado pela pandemia do coronavírus.

Fique por dentro das novidades na nossa página no Facebook Desejo Luxo ou no nosso site www.desejoluxo.com.br

Join the Discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arrow