Fiji faz apelo para se tornar retiro dos bilionários na pandemia -

Fiji faz apelo para se tornar retiro dos bilionários na pandemia

Com o turismo reabrindo gradualmente em todo o mundo, Fiji fez um apelo incomum aos bilionários que procuram um retiro durante a pandemia.

Imagem: Fiji/Reprodução

Primeiramente, o país do Pacífico Sul, formado por cerca de 300 ilhas, depende muito do turismo, que normalmente responde por 40% do seu produto nacional bruto (PIB).

Veja também:
Declaração primeiro-ministro

Portanto, depois de dizer ao parlamento das Ilhas Fiji na semana passada que sua visão para uma “sociedade pós-covid” incluía uma retomada gradual de seu setor de viagens, o primeiro-ministro Josaia “Frank” Voreqe Bainimarama ofereceu um convite aberto a bilionários que desejam visitar o país.

Em uma declaração franca no Twitter, no início desta semana, ele escreveu: “Então, digamos que você seja um bilionário que quer pilotar seu próprio jato, alugue sua própria ilha e invista milhões de dólares em Fiji – se você estiver tomando todas as precauções de saúde e puder dispender de todos os custos associados, você pode ter um novo lar para escapar da pandemia no paraíso “.

Chegada dos primeiros bilionários

O procurador-geral do país, Aiyaz Sayed-Khaiyum, confirmou na quinta-feira que um grupo de indivíduos de alta renda teve permissão para viajar para Fiji.

Falando durante uma consulta orçamentária nacional, Sayed-Khaiyum disse que cerca de 30 pessoas de “uma empresa muito conhecida” logo chegariam ao país por aviões particulares, antes de levar um hidroavião para seu destino final, onde permaneceriam por três meses.

“Na nossa perspectiva, esse é um equilíbrio entre gerenciar nossos riscos à saúde e também abrir os caminhos econômicos; é extremamente importante fazer isso”, acrescentou o procurador-geral.

Iniciativa Blue Lanes

Além disso, Fiji também adotou uma iniciativa chamada “Blue Lanes” para receber turistas que chegam de iate. Sayed-Khaiyum disse que os viajantes podem cumprir o período de quarentena de 14 dias a bordo de seus navios particulares antes da chegada ou atracados em Fiji.

Eles ficariam livres para “vagar” pelo país após um resultado negativo no teste Covid-19. Ele acrescentou que Fiji também acolheria equipes de cinema e televisão, desde que seguissem as medidas de quarentena.

Plano de viagem com Nova Zelândia e Austrália

Na semana passada, o Primeiro Ministro de Fiji anunciou que o país estava trabalhando em um plano de viagem com Nova Zelândia e Austrália.

Os primeiros-ministros da Austrália e da Nova Zelândia ainda não comentaram a proposta.

Fiji confirmou 18 infecções por coronavírus no total, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Não houve mortes pelo vírus e nenhum novo caso foi diagnosticado desde meados de abril.

Veja também:

Fique por dentro das novidades na nossa página no Facebook Desejo Luxo ou no nosso site www.desejoluxo.com.br 

Veja também

+ Mudaram as regras para compra de carro para PCD; veja como ficou

+ Carol Nakamura compartilha projeto de sua mansão de R$ 2 milhões; veja

+ 20 passos simples para dar uma cara nova para sua casa

+ Você acha Gracyanne Barbosa sarada? É quer nunca viu a médica Chinesa Yuan Herong

+ Relógio de R$ 3 milhões de Faustão é inspirado em supercarro da Bugatti; veja

+ Dicas fáceis de como limpar panela queimada

+ Enio Mainardi, publicitário e pai de Diogo Mainardi, morre de covid-19

+ Quarto feminino: 6 dicas que você precisa saber antes de planejar o seu

+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro

+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok

+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las

+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo



arrow