Como hotéis 5 estrelas justificam preços exorbitantes de coisas comuns

Como hotéis 5 estrelas justificam preços exorbitantes de coisas comuns

Como hotéis 5 estrelas justificam preços exorbitantes de coisas comuns. Foto: pixabay
Como hotéis 5 estrelas justificam preços exorbitantes de coisas comuns. Foto: pixabay
Como hotéis 5 estrelas justificam preços exorbitantes de coisas comuns. Foto: pixabay

Depois que o ator Rahul Bose revelou o absurdo que pagou por duas bananas no Chandigarh’s JW Marriott hotel (442 rúpias ou cerca de R$ 24), mais pessoas começaram a compartilhar os preços exorbitantes de coisas comuns em hotéis cinco estrelas mundo afora.

+ Vale a pena ficar em um hotel 5 estrelas? Veja o que ele tem
+ Os 25 hotéis mais caros dos EUA; veja ranking da hotelaria de luxo
+ As 9 melhores piscinas de Las Vegas
+ Airbnb de luxo oferece estadia em ilha por R$500 mil; veja opções

Um homem, Karik Dhar, denunciou a cobrança de 1.700 rúpias (ou cerca de R$ 85) por dois ovos cozidos no Four Seasons de Mumbai. A conta que ele postou mostra ainda omeletes por 850 rúpias e uma Coca-Cola diet por 260 rúpias: mais preços exorbitantes!

+ Como fazer ovos mexidos cremosos de hotel; chef revela segredo >>

Após a denúncia de Rahul Bose, o departamento de impostos de Chandigarh penalizou o hotel por taxas ilegais e ordenou uma investigação ao local.

No entanto, a Associação de Hotéis e Restaurantes da Índia saiu em defesa do hotel explicando os altos preços. A instituição disse em nota que cadeias de hotéis têm presença em diversas cidades e seguem padrões de procedimentos e operações. “É preciso entender que o negócio do hotel não é venda de frutas e vegetais, mas oferece serviços de acomodação assim como de restaurante, o que inclui dispor comidas e bebidas aos hóspedes”, dizia a nota.

“Diferentemente de uma loja ou hortifruti onde bananas podem ser compradas por preço de mercado, um hotel oferece serviços, qualidade, pratos, talheres, acompanhamentos, frutas higienizadas, ambiente e luxo, e não a banana sozinha”, disse o vice-presidente da Associação, Gurbaxish Singh Kohli.

“Quando servidas em um hotel ou restaurante, são cobrados 18% de taxas por lei”, acrescentou o secretário Pradeep Shetty said.

Conheça os spas de luxo e a oferta gastronômica das Ilhas Cayman
Condomínio oferece vida de luxo em uma ilha privada
Rede de hotéis de luxo vai lançar um dos cruzeiros mais caros do mundo

 

Join the Discussion

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arrow