Como hotéis 5 estrelas justificam preços exorbitantes de coisas comuns

Como hotéis 5 estrelas justificam preços exorbitantes de coisas comuns

Depois que o ator Rahul Bose revelou o absurdo que pagou por duas bananas no Chandigarh’s JW Marriott hotel (442 rúpias ou cerca de R$ 24), mais pessoas começaram a compartilhar os preços exorbitantes de coisas comuns em hotéis cinco estrelas mundo afora.

Os 25 hotéis mais caros dos EUA; veja ranking da hotelaria de luxo
As 9 melhores piscinas de Las Vegas
Airbnb de luxo oferece estadia em ilha por R$500 mil; veja opções

Um homem, Karik Dhar, denunciou a cobrança de 1.700 rúpias (ou cerca de R$ 85) por dois ovos cozidos no Four Seasons de Mumbai. A conta que ele postou mostra ainda omeletes por 850 rúpias e uma Coca-Cola diet por 260 rúpias: mais preços exorbitantes!

+ Como fazer ovos mexidos cremosos de hotel; chef revela segredo >>

Após a denúncia de Rahul Bose, o departamento de impostos de Chandigarh penalizou o hotel por taxas ilegais e ordenou uma investigação ao local.

No entanto, a Associação de Hotéis e Restaurantes da Índia saiu em defesa do hotel explicando os altos preços. A instituição disse em nota que cadeias de hotéis têm presença em diversas cidades e seguem padrões de procedimentos e operações. “É preciso entender que o negócio do hotel não é venda de frutas e vegetais, mas oferece serviços de acomodação assim como de restaurante, o que inclui dispor comidas e bebidas aos hóspedes”, dizia a nota.

“Diferentemente de uma loja ou hortifruti onde bananas podem ser compradas por preço de mercado, um hotel oferece serviços, qualidade, pratos, talheres, acompanhamentos, frutas higienizadas, ambiente e luxo, e não a banana sozinha”, disse o vice-presidente da Associação, Gurbaxish Singh Kohli.

“Quando servidas em um hotel ou restaurante, são cobrados 18% de taxas por lei”, acrescentou o secretário Pradeep Shetty said.

Conheça os spas de luxo e a oferta gastronômica das Ilhas Cayman
Condomínio oferece vida de luxo em uma ilha privada
Rede de hotéis de luxo vai lançar um dos cruzeiros mais caros do mundo

 



arrow