Cidade fantasma submersa na Itália pode reaparecer em 2021 -

Cidade fantasma submersa na Itália pode reaparecer em 2021

A cidade fantasma na Itália foi uma vila medieval no século XII, e ficou submersa na água por mais de 25 anos. Mas, logo ela poderá ver a luz do dia novamente.

Imagens: Divulgação

Primeiramente, o nome da vila é Fabbriche di Careggine, e fica na província de Lucca, na Toscana. Ela foi inundada pela primeira vez em 1946 para que fosse construído o lago Vagli e, com ele, a represa hidrelétrica.

Veja também:

No entanto, de tempos em tempos, a cidade fantasma é esvaziada para manutenção da hidrelétrica e, consequentemente, para turismo em Fabbriche di Careggine. Em outras palavras, a vila não é vista desde 1994, quando a represa foi esvaziada pela última vez.

Barragem de Enel no lago Vagli. Construído para fornecer energia hidrelétrica, submergiu uma vila

Portanto, os moradores da cidade foram transferidos para uma nova cidade à beira do lago, Vagli di Sotto. Submersas em 34 milhões de metros cúbicos de água, as estruturas ainda intactas da cidade fantasma – incluindo casas de pedra, uma ponte, um cemitério e a igreja de San Teodoro – ressurgem apenas quando a barragem é esvaziada para manutenção.

Segundo autoridades locais de turismo, isso aconteceu apenas quatro vezes desde que a cidade fantasma do século XII foi inundada: em 1958, 1974, 1983 e 1994.

Veja também:

Os políticos locais há muito tempo tentam drenar o lago e trazer a vila em ruínas de volta à vista novamente, de acordo com relatos da mídia local. O jornal italiano La Repubblica informou em 2015 que Mario Puglia, ex-prefeito do vizinho Vagli di Sotto, pediu que o lago fosse drenado novamente, citando o turismo e o emprego local como uma preocupação.

A antiga vila Fabbriche di Careggine ressurge para manutenção de barragens

Mas, agora há sinais de que o lago pode ser esvaziado mais uma vez – 27 anos após a última drenagem.

Em uma postagem no Facebook, Lorenza Giorgi, filha do ex-prefeito do município Ilio Domenico Giorgi, indicou que o lago, que atualmente atua como reservatório de água em caso de incêndio, poderá ser drenado no próximo ano.

Veja também:

“Fontes confiáveis ​​dizem que no próximo ano, em 2021, o lago de Vagli será esvaziado”, escreveu ela. “A última vez que foi esvaziada foi em 1994, quando meu pai foi prefeito, e graças aos seus esforços e às inúmeras iniciativas que, com grandes esforços, conseguiram estabelecer toda a cidade de Vagli e puderam receber mais de 1 milhão de pessoas ,” ela escreveu.

As ruínas da vila abandonada às vezes vêem a luz do dia quando o lago é drenado

Por fim, a empresa de energia Enel, que administra o lago artificial, disse em comunicado que um grupo está sendo formalizado com o município de Vagli di Sotto e a Romei Srl para discutir o turismo na região. A reconstrução do ambiente natural é uma das iniciativas em discussão, disse a empresa, incluindo a limpeza do reservatório de Vagli e possivelmente o esvaziamento da bacia.

Fique por dentro das novidades na nossa página no Facebook Desejo Luxo ou no nosso site www.desejoluxo.com.br 

Veja também

+ Cientistas localizam o centro do Sistema Solar — e advinhem, não é o Sol
+ Maria Zilda relembra quando soube que Ary Fontoura era gay
+ Uma Harley-Davidson com 360 diamantes e peças banhados a ouro, a moto mais cara do mundo
+ Veja momento em que bola de fogo explode no céu de Tóquio
+ Rafa Kalimann ensina receita de palha italiana; veja o vídeo
+ Juliana Caetano, do Bonde do Forró, fala sobre proposta de 500 mil reais que recebeu
+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância
+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro
+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok
+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las
+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo



arrow