Christian Louboutin mostra sua cobertura em Paris -

Christian Louboutin mostra sua cobertura em Paris

Christian Louboutin está sentado na sala de estar do seu apartamento de cobertura em Paris, numa manhã ensolarada, o fio metálico em seus chinelos de veludo personalizados brilham como o topo da Torre Eiffel visível pelas janelas.

Veja também:

Louboutin explica como seu amigo de longa data, Jacques Grange, projetou o espaço. “Jacques disse: ‘Vou fazer três perguntas'”, diz o designer de sapatos das estrelas. “Se você responder com sinceridade, eu farei o seu apartamento.”

Imagens: Reprodução

Na sala de estar do apartamento de cobertura de Louboutin, em Paris, projetada por Jacques Grange, o sofá e as cadeiras vermelhas vintage são de Jean Royère. As claraboias foram inspiradas na forma que Louboutin notou no telhado de um prédio do outro lado da rua; ele organizou as janelas em um padrão de pavão.

Veja também:

“Primeiro”, continua Louboutin, “Grange me pergunta: ‘Você é bagunceiro?’ Segundo: ‘Você gosta de receber visitas?’ E terceiro: ‘Você quer um quarto extra?'”

Suas respostas foram simples e diretas: “Eu não sou bagunceiro. Eu posso receber visitas. Eu não quero um quarto de hóspedes. ” (A primeira resposta foi meio enganosa – Louboutin tem mais de 50 pares de sapatos no chão do quarto.)

O APARTAMENTO

A ideia de Grange era criar um espaço amplo de um loft para entretenimento, junto com um quarto “que pode ser uma bagunça, porque ninguém vai vê-lo”. Seu truque para manter as visitas por pouco tempo, mas confortáveis ​​era projetar um quarto lateral sem porta e banheiro do outro lado do corredor.

Quando a reforma foi concluída, Louboutin disse a uma amiga que ela poderia ficar em sua casa, mas que poderia ser desconfortável. “Como você sabe?” ela perguntou. “Bem, essa é a ideia”, respondeu ele.

OUTROS PROJETOS

A organização de espaços é algo que tem estado na mente de Louboutin ultimamente. Depois de quase três décadas no negócio, ele colaborou com o curador Olivier Gabet em sua primeira grande retrospectiva de museu, aberta em fevereiro no Palais de la Porte Dorée, em Paris, antes de o COVID-19 forçar seu fechamento. (Ele espera que o espetáculo seja estendido quando o museu reabrir.)

Como artesão cuja marca é um símbolo de status em todo o mundo, “quero mostrar que a popularidade pode andar de mãos dadas com alta qualidade”, diz Louboutin. Dessa forma, a exposição abrange não apenas seus desenhos, mas também as contribuições de outros. “Desde pequenas coisas como sapatos”, diz ele, “você pode ter um escopo de referência maior”.

Veja também:



arrow