A triste história dos supercarros de luxo abandonados de Dubai -

A triste história dos supercarros de luxo abandonados de Dubai

Uma edição limitada da Ferrari Enzo, vários Lamborghinis, Porsches, Bentleys, Nissan Skylines e até um Honda NSX. Esses são apenas alguns dos milhares de supercarros de luxo que apodrecem nos aeroportos e parques de estacionamento nos Emirados Árabes Unidos todos os anos.

A maioria das grandes cidades terá que enfrentar problemas como desemprego, criminalidade e moradia, mas o excedente de supercarros de luxo abandonados de Dubai se tornou uma epidemia que virou manchete em todo o mundo.

Veja também:

Segundo o jornal Gulf News, existem entre 2.000 e 3.000 carros abandonados todos os anos em Dubai. Eles são simplesmente descartados e deixados por seus proprietários para acumular poeira no calor do deserto.

Fúria nas mídias sociais

Abdul Majeed Saifaie, diretor do departamento de gerenciamento de resíduos de Dubai, diz que alguns dos carros acabam sendo movidos e apreendidos se obstruirem as estradas ou causar impacto na segurança, mas outros são deixados como estavam, às vezes por anos antes de serem recuperados.

As imagens dos carros, incluindo o Enzo de 1 milhão de libras (R$ 6.68 milhões), provocaram fúria nas mídias sociais. Muitos acham que os cidadãos hiper-ricos de Dubai são tão insensíveis ao valor das coisas, que simplesmente abandonam o carro quando estão entediados e pegam outro.

A realidade

No entanto, na verdade, uma das principais razões pelas quais tantos supercarros de luxo acabam abandonados se deve à luta de Dubai diante dos efeitos da crise financeira global, juntamente com a queda dos preços do petróleo.

Muitos dos carros pertencem a expatriados estrangeiros, entre eles os britânicos, que viajaram para Dubai e Abu Dhabi em busca de carreiras de alto padrão. Mas, que começaram a decair quando os Emirados Árabes Unidos enfrentavam dificuldades.

Veja também:

No caso do mencionado proprietário da Ferrari Enzo, ele era supostamente um expatriado britânico que abandonou não apenas seu carro, mas toda a sua vida em Dubai depois de deixar de pagar os encargos do supercarro e fugir da cidade para evitar a prisão.

Nos últimos cinco ou seis anos, supercarros de luxo, incluindo Ferraris, Koenigseggs e BMWs, foram todos abandonados, pois seus proprietários fogem da falência provocada por crises financeiras.

Veja também:

Segundo a lei da Sharia, que é observada na grande maioria do Oriente Médio, o não pagamento da dívida é uma ofensa criminal. Os Emirados Árabes Unidos não têm leis de falências, portanto, não há proteção para aqueles que não cumprem os pagamentos de seus carros, pagam seus cartões de crédito ou não pagam suas hipotecas, mesmo que acidentalmente.

Qualquer um que não efetue seus pagamentos enfrenta prisão nas penitenciárias difíceis dos Emirados Árabes Unidos. E os delitos de dívida influenciados pela Sharia levaram a Interpol a emitir alertas vermelhos para capturar europeus endividados que tentam fugir dos Emirados Árabes Unidos.

Fique por dentro das novidades na nossa página no Facebook Desejo Luxo ou no nosso site www.desejoluxo.com.br

Veja também

+ Cientistas localizam o centro do Sistema Solar — e advinhem, não é o Sol
+ Maria Zilda relembra quando soube que Ary Fontoura era gay
+ Uma Harley-Davidson com 360 diamantes e peças banhados a ouro, a moto mais cara do mundo
+ Veja momento em que bola de fogo explode no céu de Tóquio
+ Rafa Kalimann ensina receita de palha italiana; veja o vídeo
+ Juliana Caetano, do Bonde do Forró, fala sobre proposta de 500 mil reais que recebeu
+ Saiba mais sobre a vacina BCG, uma das mais importantes da infância
+ 4 passos fáceis para limpar o espelho com produto caseiro
+ Dançarina é condenada 3 anos de prisão por causa de vídeos no TikTok
+ Veja cinco coisas que provocam mau cheiro em cães e saiba como combatê-las
+ Fazer o bem alivia dores físicas e mentais, aponta estudo



arrow