Por dentro da casa mais cara do mundo, que ninguém quer comprar

Por dentro da casa mais cara do mundo, que ninguém quer comprar

Uma mansão histórica no sul da França, situada perto de Nice, é considerada a mais cara do mundo. Chamada Villa Les Cèdres, a propriedade tem 187 anos e é do antigo executivo da Campari, Davide Campari, de Milão, na Itália. A casa de 14 quartos foi recentemente colocada à venda . O problema é encontrar um comprador.

Veja também:

Mansão da Playboy: por dentro da casa de 100 milhões de dólares do fundador
Esta mulher ganha R$ 30 mil por mês para ficar em casas de luxo pelo mundo
Casas ultraluxuosas embaixo d´água são construídas em Dubai

Construída em 1830, a casa originalmente era uma fazenda de oliveiras – ainda há árvores dessa espécie datadas de mais de 300 anos no local. Em 1904, foi vendida para o rei belga Leopoldo II, que expandiu e plantou magníficos jardins na propriedade. Com quase 14 mil espécies, a Villa Les Cèdres está, inclusive, em uma lista dos top 10 jardins botânicos do mundo.

A residência preserva sua história, com portas francesas, chandeliers, papéis de parede, teto e adornos do século 19. Segundo a Bloomberg Businessweek, tem até uma biblioteca toda em madeira que tem mais de 3 mil livros sobre a flora e a natureza.

Mas o que você deve estar se perguntando é o valor da casa. Há rumores de que o verdadeiro preço é de um bilhão de euros. No entanto, o valor reportado oficialmente é de 350 milhões de euros. O equivalente, aproximadamente, a 1.309.000.000 reais. Ou seja, mais de um bilhão em nossa moeda.

10 piscinas de hotéis pelo mundo que são de cair o queixo
Próxima atração de Dubai será uma réplica flutuante de Veneza



arrow